terça-feira, 30 de março de 2010

E eu e tu!!!!e eu!!!eu?!!!estou de parabéns...faço anos hoje...
que seja um ano glorioso...cheio de esperanças que se renovem no positivismo da vida,que é
minha....
carla costa

terça-feira, 23 de março de 2010

Carente Profissional - Cazuza

As vezes sentimos mesmo isto...carência profissional...

sábado, 20 de março de 2010

hoje é um dia especial,a minha Taty,faz 30 anos...
e sou muito feliz por ver a minha
"pequena"grande mulher...
passou tão rápido...
Carlinha

domingo, 14 de março de 2010

votem no meu blogue...

Super Bock blog awards

Descubra sua beleza interior

Descubra sua beleza interior

Para que se encaixar em padrões? Apaixone-se por suas qualidades
por Chantal Brissac

Gostar de si mesma, valorizar-se, aceitar-se como é. Inclusive a própria idade. Mais do que qualquer creme ou ginástica, é o exercício da beleza interior que conta. Numa época em que se cultua tanto o corpo, por que não cultuar também o espírito?
Quem, quando está apaixonada, já não viu os outros se surpreenderem com o brilho da pele, a expressão dos olhos e a maciez do próprio cabelo? E realmente tudo muda em uma situação como esta. A adrenalina e a emoção de amar, a libido em alta, agem a favor de uma circulação sanguínea melhor e de um metabolismo mais energizado. O resultado: pele e cabelos mais bonitos, olhos brilhantes, vida. Se pensarmos que a paixão não é exatamente comum na vida das pessoas, e acontece poucas vezes em uma existência, vamos ver que esta beleza em estado puro é rara demais. Mas tem um jeito para manter esse astral e essa energia à flor da pele: é viver apaixonada. Pela vida, por si mesma, pelos amigos, pelos desconhecidos, pela natureza, pelas coisas mais simples que nos rodeiam.
Curtir o florescimento de um jardim, preparar uma refeição com todo carinho, tomar um banho de cheiro, com aromas deliciosos, massagear e ser massageado... Nutrir-se de sensações boas é um passo sensato e inteligente para se apaixonar pela vida. A pessoa apática funciona como um reservatório de água parada: as impurezas externas somam-se às internas e é difícil renovar a cisterna, a menos que se jogue tudo fora e comece um novo processo de captação de água (energia) com movimento e fluxo constantes.
Voltando-se para dentro
Movimento. Está aí uma palavra-chave para entender os processos da vida. Movimentar a mente e o espírito é tão importante quanto mexer o corpo. Desafiar a chamada zona de conforto pode trazer um certo medo no início, mas é um bom jeito de explorar potencialidades e crescer. Viajar, ir ao cinema sozinha, revelar o seu amor por alguém. Viver, simplesmente. Trabalhar mais o "dentro" do que o "fora". Estamos todos - e principalmente nós, mulheres - voltados muito para fora, para a casca, nesses últimos tempos. Certamente, por causa disso, estamos entre as que mais recorrem à cirurgia plástica no mundo todo, além de também liderarmos o ranking das que mais consomem remédios para emagrecer no planeta. São índices que nos envergonham, porque evidenciam a insegurança, o constrangimento, a culpa, a futilidade e a baixa estima dessa fatia de mulheres que só buscam se encaixar no "padrão".
Neste dia 8 de março, quando vamos comemorar mais um Dia Internacional da Mulher, precisamos passar para nossas filhas, amigas, irmãs e desconhecidas a valiosa mensagem de que somos, sim, livres, inteiras e lindas como somos. Não precisamos nos desfigurar em plásticas, exagerar no Botox nem arriscar a vida em lipos cada vez mais mortais. Depois de tanta luta por direitos, por espaço e voz, que foram merecidamente conquistados entre os anos 60 e 80, é patético ver o "feminino" se transformar em um padrão fixo, rígido e infeliz. Precisamos ser amigas de nosso corpo, não juízas implacáveis da aparência. "Precisamos ser amigas de nosso corpo, não juízas implacáveis da aparência. " Não podemos mais ter culpa e vergonha por não nos encaixarmos nos tamanhos 38 ou 40. Precisamos passar para nossas filhas a mensagem de que vale a pena viver- de forma mais livre e íntegra, e gostando do próprio corpo do jeito que ele é. Da altura, do nariz, da cor de pele, do tipo de cabelo. Assim que a menina começa a crescer, ela se descobre como um ser feminino, e seu modelo mais direto é a mãe. Se ela recebe afeto e sente que é admirada e valorizada, tenderá a gostar de si mesma e aceitar seu corpo como é.
Como já disse o filósofo francês Michel de Montaigne, no século 16: "A pior desgraça para nós é desdenhar aquilo que somos". Em 2010, vamos nos valorizar e nos respeitar mais. Talvez esta seja a bandeira mais importante depois do feminismo e da luta pela igualdade dos anos 60.

Mulher com M de maravilha

Mulher com M de maravilha

Valorize as delícias de ser mulher em todas as fases da vida

Quando vejo muitas mulheres dizendo que gostariam de ter nascido homem eu penso que elas não encontraram as delícias de ser mulher. Sou mulher e portanto não posso falar em primeira pessoa das delícias de ser homem, mas tenho uma lista interminável para adorar ser mulher.
Infância
Meninas são naturalmente delicadas. Imitar a mãe lhes confere uma graça particular, pois as mulheres na nossa cultura dispõem de mil artifícios que as caracterizam e que são só delas: o salto alto, o batom, os trejeitos...
Adolescência
As transformações do corpo, a menstruação, as descobertas a respeito da sexualidade, o encontro com a própria beleza e as inseguranças quanto ao corpo. A feminilidade brotando por todos os poros, os ensaios de sedução, o primeiro amor, a primeira transa, tudo permeado por sonhos.
Jovem adulta
O poder de escolher, as dúvidas quanto a profissão, o namorado "eterno", ir e vir sem precisar do consentimento de ninguém, o gosto pela liberdade, a batalha por espaço no mundo dos "grandes", a confiança de que já se sabe quase tudo...
Adulta
Profissão definida, um parceiro definido, provavelmente o que será escolhido para ser o pai dos filhos, o casamento na maior parte das vezes, administração do tempo, energia para inovar e a percepção de que não se sabia tanto assim sobre a vida.
Adulta madura
A certeza de que não se sabe quase nada, as mangas arregaçadas para corrigir o curso da própria história, filhos criados e deixando o ninho, a descoberta de que se pode ser mais, de novos interesses, de novos voos...
Jovem senhora
A menopausa, a redescoberta da beleza, o encontro com a sabedoria, a redescoberta da sexualidade, a reinvenção da vida, um hobbie, o reencontro com as amigas do peito, adular um neto, a percepção de que o sucesso é inevitável porque sucesso é estar em paz com sua trajetória.
Senhora
Olhar para trás e conferir como tudo valeu a pena, mas ter a certeza de que olhar para a frente a torna ainda mais exuberante, pois ser mulher é ser vitoriosa desde o princípio...
Claro que eu romanceei esse trajeto e obviamente as grandes mulheres não se tornam Maravilhosas dentro de um roteiro de novela. As perdas, as desilusões, os desafios, as inseguranças, as lutas diárias pela sobrevivência financeira e/ou emocional, o medo de envelhecer, os percalços com a saúde física... Tudo isso e mais um pouco lapida nossa essência, nos torna fortes!
É a coragem de seguir em frente sem perder o caráter acolhedor -essência feminina- que faz com que a mulher brilhe em qualquer idade, em qualquer tempo."É a coragem de seguir em frente sem perder o caráter acolhedor -essência feminina- que faz com que a mulher brilhe em qualquer idade, em qualquer tempo."
É essa mulher do século 21, guerreira e doce, altiva e conciliadora, que eu convido a refletir:
  • O que você tem feito por você mesma para não deixar sua felicidade nas mãos de outros?
  • O que você tem feito para não repetir os mesmos erros?
  • Tem abandonado suas velhas crenças para dar lugar a atitudes que combinem mais com nossos tempos?
  • Tem dedicado um tempo especial só a você e às coisas que você gosta?
  • Tem falado NÃO para as coisas com as quais não compactua?
  • Já abriu mão do que lhe causa desconforto?
  • Tem vivenciado sua sexualidade de forma saudável?
  • Parou de ficar à espera do príncipe encantado, entendendo que você é sua dona e mais ninguém?
Ame seu corpo, cuide bem dele, de sua mente, de suas emoções! Deixe que sua sensibilidade a guie, confie em sua intuição para saber a hora de parar e a hora de seguir. Abra-se para novas experiências, isso pode ser extremamente libertador!
É você quem tem as chaves para abrir as portas que ainda estão fechadas, não se renda aos dissabores, vire a página, recomece a sua história se não está satisfeita!
Ali na frente, quando você se olhar no espelho, tenha a certeza de que encontrará uma grande mulher refletida nas asas do tempo, basta que providencie isso desde já. Permita-se ser essa ulher que você quer admirar! Com M de maravilha!
SOBRE O AUTOR
Celia 
Lima
Psicoterapeuta Holística, utiliza florais e técnicas da psicossíntese como apoio ao processo terapêutico. Presta atendimento individual e em grupo, e serviços de choaching pessoal, profissional e organizacional.

segunda-feira, 1 de março de 2010

COCONUTS - Anuncio SuperBock

cliquem no símbolo...votem em mim...com a super bock...viva guimarães....

CLIQUE AQUI::::

Clique...vá pelos seus dedos...

Leemails.com

Eu Linko!

Eu Linko

é só somar...é fácil e ganhas uns trocos...

LeePubli.com

ganhe uns trocos...vale sempre a pena dar uma olhada

Publipt! Clique Aqui!

clicando...entenderás...